A sigla L.I.E.G.S significa Laboratório Interdisciplinar de estudos em Gestão Social. O LIEGS/UFCA surgiu em novembro de 2006, buscando aproximar e trocar saberes entre a Universidade e a Sociedade, com foco interdisciplinar na gestão do desenvolvimento socioeconômico-terriorial da região do Cariri cearense e desdobramentos para a comunidade acadêmica e sociedade brasileira, através de seus estudos, em pesquisa, consultoria, formação e publicações.

Sua atuação ocorre por meio de projetos de pesquisa e extensão, além de eventos que visam à difusão do conhecimento científico na área de Gestão Social.

O foco de estudo do LIEGS baseia-se na Gestão Social, Tenório (2008, p.40) reforça que esta vertente se trata de um “processo gerencial dialógico onde a autoridade decisória é compartilhada entre os participantes da ação”. Nesse sentido, a Gestão Social vem como um modelo oposto ao sistema atual que valoriza o individualismo e a competitividade.

A gestão social difere em enfoque da gestão estratégica empresarial. De acordo com Tenório (2004) “a gestão estratégica é determinada pelo mercado, portanto trata-se de um processo de gestão que prima pela competição, onde o outro, o concorrente, deve ser excluído e o lucro é o seu motivo. Contrariamente, a gestão social deve ser determinada pela solidariedade, portanto é um processo de gestão que deve primar pela concordância, onde o outro deve ser incluído e a cooperação o seu motivo”. Enquanto na gestão estratégica prevalece o monólogo – o indivíduo, na gestão social deve sobressair o diálogo – o coletivo.

Para França Filho (2003), a emergência da gestão social na agenda do debate público e mediático indica duas tendências: “A primeira, o termo tem se prestado as mais variadas interpretações e carece de maior precisão conceitual. A segunda, mais do que uma tendência, reflete uma constatação: a maior visibilidade do termo esta associado a própria ascensão da discussão sobre o terceiro setor que chama atenção para o papel de organizações privadas atuando com objetivos públicos”. Gestão social e terceiro setor vêm assim indicar uma nova configuração do padrão das relações entre Estado e sociedade como forma de enfrentamento das problemáticas mais contemporâneas.

Desta forma, a constituição do Laboratório Interdisciplinar de Estudos em Gestão Social (LIEGS) é relevante enquanto uma fonte de estudos, pesquisas e projetos que contribuam para edificar um conceito mais preciso à gestão social. Além disso, o LIEGS terá importância na difusão com rigor científico de conhecimentos e práticas relativas as organizações que atuam no campo social. Finalmente, a perspectiva interdisciplinar do LIEGS permitirá entender a gestão social não sob o olhar único da ciência Administração, mas a partir do diálogo com outras ciências (Psicologia, Sociologia, Antropologia, Filosofia, Engenharia e Direito). Isto permitirá enxergar a gestão social como uma dimensão das organizações e práticas sociais que articula outras dimensões como: capital social (interações e relações de confiança), capital intelectual (aprendizagem e conhecimento), capital humano (pessoas), cultura e comportamento organizacional, e mecanismos de regulação (cooperação, domesticidade e redistribuição).

Grupo Reconhecido pelo CNPq: Espelho do Grupo

Projetos em andamento: clique aqui.

Conta com a parceria do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa (ISCSP/Ulisboa), em Portugal, e da Incubadora Tecnológica de Empreendimentos Populares e Solidários da Universidade Federal do Cariri (ITEPS/UFCA).